Como funciona uma usina solar

Usina solar

A energia solar gera a energia proveniente do sol, que permite produzir energia através da fusão de átomos de hidrogênio.

Durante o processo, parte da massa dos átomos combinados é perdida, e se transformam em ondas eletromagnéticas, que percorre amplos tipos de frequências.

Parte da energia chega à Terra na forma de ondas eletromagnéticas que aquecem e mantém diferentes formas de vida. A radiação solar pode produzir eletricidade sem qualquer poluição ou grandes impactos ambientais, usando as células fotovoltaicas.

As células fotovoltaicas são dispositivos que convertem luz em energia elétrica pelo efeito fotoelétrico.

A luz atua como uma partícula que, ao ter contato com certos materiais, produz energia cinética suficientemente para os elétrons passarem para fora do material.

Nesse artigo você irá conhecer um pouco desse mundo fascinante da energia solar, mas se quiser se especializar no assunto, conheça o curso online de instalador solar.

Como funciona uma usina solar?

A captação de energia solar funciona através do uso de painéis formados pelo agrupamento de uma grande quantidade de células solares. São formadas por materiais semicondutores que absorvem grandes faixas do espectro solar.

A maior parte das células usam o silício no estado cristalino para criar energia elétrica. A tecnologia ajuda na produção de células solares que utilizam monocristais de silício para fazer energia elétrica.

Essas células são muito mais eficazes e mais caras que as células tradicionais de silício.

Os vidros usados para cobrir os painéis são pouco reflexivos e permitem que quase toda a luz passe por eles. Eles são feitos com baixo teor de ferro e outros metais.

A radiação do sol

As usinas solares transformam a radiação do sol em energia elétrica, com grandes chances de um dia substituir o uso de combustíveis fósseis, e outros tipos de produção de energia não renováveis.

Há dois tipos de usinas solares, com processos de obtenção da energia bem diferentes. O primeiro tipo usa as placas fotovoltaicas que transformam a radiação solar em energia elétrica.

Essas placas são compostas por células fotovoltaicas com diferença no potencial elétrico por meio da exposição de luz solar.

Assim, as células absorvem a energia do sol, produzindo uma corrente elétrica que age a entre as duas camadas de cargas opostas.

Na produção das células fotovoltaicas são utilizados o silício cristalino e o arsenieto de gálio. As bolinhas nos painéis são discos polidos que surgem por meio de um conjunto de células que criam cristais. Essas células ainda recebem a adição de fósforo e condutores metálicos, que então são fixadas nos painéis revestidos de vidro em sua face frontal.

Mas, como desvantagem, este tipo de usina só funciona com a incidência da luz solar. Assim, durante a noite, não há produção de energia.

Já no segundo modelo de usina solar, espelhos são usados para refletir em qualquer receptor central que tenham sal dentro.

A energia que é absorvida pelos espelhos é enviada até o receptor para causar o superaquecimento do sal, que faz com que o fluído ao redor do barril ferva e mova as turbinas de vapor.

Qualquer quantidade de calor além do necessário é guardada com o sal em estado líquido, continuando a produzir energia mesmo a noite ou dias nublados.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais, e confira também nosso artigo sobre assistência técnica em elevadores.

Faça o primeiro comentário a "Como funciona uma usina solar"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*