Problemas no relacionamento: o que as mulheres podem fazer?

Você ficaria surpreso em saber que cerca de 10% a 40% das mulheres têm problemas para atingir o orgasmo? E que algumas mulheres nunca tiveram um orgasmo?

O termo clínico é anorgasmia e incomoda muitas mulheres. Pode também afligir os parceiros, que podem achar que suas habilidades no quarto não estão no mesmo nível.

Muitas vezes pensamos em orgasmo como o objetivo da jornada sexual. Muito do que vemos na cultura popular – TV, filmes, revistas – pode certamente nos fazer pensar que é assim. Muitas vezes, as pessoas sentem que, se não há um clímax de abalar a terra, então algo está errado.

Mas esta é a vida real e o orgasmo feminino é complicado. Uma mulher precisa que seu cérebro e seu corpo trabalhem juntos para atingir o orgasmo. Felizmente, há passos que as mulheres podem tomar para começar a ter orgasmos ou tornar seus orgasmos ainda mais satisfatórios.

Hoje, vamos examinar algumas das causas da anorgasmia em mulheres e maneiras de trabalhar com elas.

Estresse

O estresse tem muitas facetas, pequenas e grandes. Você terminará esse projeto de trabalho a tempo? Você deveria se preocupar com o barulho do clunking no carro? As crianças vão entrar e pegar você e seu parceiro no ato? Qualquer uma dessas perguntas pode distraí-lo de desfrutar de intimidade.

Tente isto: faça algo, sozinho ou com seu parceiro, para relaxar e manter as preocupações à distância. Você pode dar um passeio, tomar um banho ou fazer um pouco de ioga. Durante o sexo, concentre-se no aqui e agora. Concentre-se nas sensações – o toque, as respirações, os sons – e permaneça no presente.

Ansiedade

Como mencionado acima, o cérebro e o corpo de uma mulher precisam trabalhar juntos para que um orgasmo ocorra. Ansiedade pode trabalhar contra o processo e, por vezes, ver um profissional de saúde mental é o melhor caminho.

Uma mulher pode sentir-se ansiosa sobre o encontro sexual em si. Ela pode se preocupar em agradar um novo parceiro. Se ela já experimentou dor sexual antes, ela pode ficar tensa ao pensar em penetração. Ou, ela pode se sentir esperada para fazer algo que ela não está pronta para fazer. Um terapeuta sexual pode sugerir estratégias de relaxamento e comunicação.

Problemas de relacionamento são outra fonte comum de ansiedade. Infidelidade, outras quebras de confiança, brigas ou tédio podem atrapalhar o relaxamento e o orgasmo. Um terapeuta pode ensinar aos casais maneiras de comunicar suas necessidades e negociar aspectos importantes de seu relacionamento.

A ansiedade pode ir mais fundo também. Mulheres que foram molestadas ou agredidas sexualmente podem temer o sexo ou não confiar em qualquer parceiro em uma situação sexual. Um psicólogo pode ajudar as mulheres a lidar com o abuso do passado.

Tente isto: Converse com seu médico sobre um encaminhamento para um profissional de saúde mental. Não hesite em pedir ajuda se precisar.

Crenças sobre sexo

O sexo é um assunto pessoal e complicado. Algumas mulheres crescem em ambientes onde são aceitas e discutidas abertamente. Outros são criados para acreditar que o sexo é sujo, pecaminoso ou algo a ser tolerado, não desfrutado.

Tente o seguinte: se você acha que suas crenças sobre sexo estão atrasando você, reserve um tempo para reavaliar seus pontos de vista. Pode ser útil conversar com seu parceiro, um amigo ou parente confiável, um conselheiro ou um membro do clero para ajudá-lo a superar suas hesitações.

Inexperiência

Infelizmente, não nascemos sabendo como nossos corpos funcionam, especialmente quando se trata de sexo. Se você não teve muita experiência sexual – ou muita educação sexual – você pode não saber o que é bom para você.

Tente isto: conheça sua anatomia. Faça perguntas ao seu médico, leia um bom livro de saúde sexual ou tente assistir a um vídeo educacional sobre a saúde das mulheres. Segure um espelho para seus genitais para ver como seu corpo particular é projetado.

Você também pode tentar se masturbar. O sexo a solo é uma das maneiras mais fáceis de descobrir o que lhe traz prazer. Encontre um lugar privado onde você pode relaxar e se sentir seguro. Dê a si mesmo tempo suficiente para explorar seu próprio corpo. Se algo parece bom, veja onde ele leva você. Não hesite em deixar sua mente vagar também. Você também pode considerar experimentar brinquedos sexuais, como vibradores, durante esse horário particular.

Condições saudáveis

Você pode ter problemas para atingir o orgasmo se tiver uma condição de saúde como diabetes ou se tiver feito uma cirurgia ginecológica. A anorgasmia também pode ser um efeito colateral dos antidepressivos e outros medicamentos.

Tente isto: Fale com o seu médico. Sim, pode ser estranho discutir sexo, especialmente orgasmos, com um profissional médico. Mas isso pode ajudar a colocar sua vida sexual de volta nos trilhos. Apenas respire fundo e fale. Ou, se você está especialmente nervoso, tente praticar a conversa de antemão.

Seu corpo

Para muitas mulheres, o clitóris é o centro de comando do orgasmo. Contém mais de 7.000 terminações nervosas que, quando estimuladas, trazem grande prazer à maioria das mulheres. No entanto, pesquisas descobriram que o tamanho e a localização do clitóris de uma mulher podem influenciar o orgasmo. Se o clitóris é muito pequeno, pode não haver área de superfície suficiente para estimular. Se estiver muito longe da vagina, pode não ser estimulado o suficiente durante a relação sexual.

Tente isto: você e seu parceiro podem precisar experimentar diferentes posições ou atividades para ajudá-lo a atingir o orgasmo. A maioria das mulheres não chega ao clímax durante a relação sexual. Mas eles fazem quando o parceiro esfrega o clitóris ou o estimula oralmente.

Também é importante ser paciente. Para algumas mulheres, leva mais tempo para atingir o orgasmo e tudo bem. Se o seu parceiro chegar ao clímax antes de você e você quiser continuar fazendo sexo, diga-o. E lembre-se, a maioria dos parceiros não atinge o orgasmo ao mesmo tempo.

Comunicação

Como vimos, os orgasmos femininos são influenciados por uma variedade de fatores, que podem se sobrepor. A comunicação – com um parceiro, amigo, médico ou outro profissional, é a chave para manter o corpo e o cérebro trabalhando juntos em direção à satisfação sexual.

Para ver mais, visite: https://tratandoimpotencia.pro/tesao-de-vaca-onde-comprar/

Faça o primeiro comentário a "Problemas no relacionamento: o que as mulheres podem fazer?"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*