Como começar um romance de suspense policial?

Escrever um romance é uma tarefa gratificante, mas assustadora. Acredite em mim quando digo isso … Escrevi alguns. Para novos escritores e até mesmo para escritores experientes, o principal obstáculo seria como começar o romance. Quando não há regras fixas em pedra, algumas fórmulas básicas e muita criatividade definitivamente o levarão longe.

Existem várias maneiras de começar um livro, mas veremos três maneiras mais populares. Mas antes disso, vamos fazer uma pergunta … Por que essa primeira palavra na primeira linha do primeiro parágrafo da primeira página do seu romance precisa ser PERFEITA?

Seus leitores, ou os meus ou de qualquer outra pessoa, são de dois tipos quando se trata de como decidem se querem comprar seu livro ou não.

Veja também: Em busca de um bom Curso para escritores? Confira agora mesmo.

Quem leu a sinopse na contracapa do romance, resenhas no início e um resumo em algum lugar online.

Aqueles que abrem o livro e leem a primeira ou duas páginas ou mesmo um capítulo, se puderem. Especialmente com o número de e-books aumentando dramaticamente e quase todos os varejistas, como Amazon e Noble, oferecendo os primeiros capítulos do livro gratuitamente, esse é um fenômeno crescente entre os leitores.

Assim, para prender um leitor e convencê-lo a comprar seu livro, você precisa fazer uma sinopse perfeita e, mais importante ainda, um início PERFEITO para sua história principal.

Começando com o protagonista principal

A primeira palavra da sua história principal pode ser o nome do seu protagonista principal. Isso ajuda o leitor a saber, de antemão, de quem será a história. Mas você não pode simplesmente mencionar o nome do personagem principal e deixá-lo lá. Você precisa de um contexto e uma ação.

Onde está seu personagem? Ela está no meio de uma batalha? Ela está atrás das grades por algo que ela fez? Ela está tentando salvar ou pegar alguém? Ela está no leito de morte em um hospital … ou sangrando dentro de um caixão enterrado vários metros abaixo do solo? Qualquer que seja a situação em que seu personagem se encontre, deve revelar o que está em jogo e prometer ao leitor que vale a pena conhecer o motivo que o colocou em tal situação e lê-lo.

O que seu personagem está fazendo? Ela está segurando uma arma apontada para alguém que ama? Ela está tentando rastejar para sair do caixão? Ela está olhando para o assassino cara a cara? Ela está tentando se livrar de um corpo? O que ela está fazendo diz ao leitor sobre ela. DEVE contar ao leitor sobre ela. DEVERIA ajudar o leitor a formar uma conexão, um vínculo com ela. Quando você consegue fazer isso, o leitor tem um motivo para ler seu livro até o fim.

Exemplo:

Em A Menina que Brincava com Fogo , o falecido Steig Larsson começa com sua protagonista Lisbeth Salander sentada à beira da piscina de um hotel e olhando para uma mulher. Desperta o interesse do leitor em saber por que Lisbeth está sentada ali e por que ela está olhando para aquela mulher? Quem é essa mulher? O que Lisbeth fará? Steig também explica, ou mostra, como Lisbeth está se sentindo e o que ela está pensando. Isso dá ao leitor uma visão sobre a personalidade de Lisbeth e sua mente quase distorcida. Quando terminar de ler o primeiro ou dois parágrafos, você estará conectado a Lisbeth e disposto a fazer mais do que apenas ler para saber sobre ela. Você quer conhecer Lisbeth.

Desvantagem:

A desvantagem desse método é que você precisa ter cuidado com a situação em que coloca seu personagem e a ação que ele faz. Deixar-se levar pelos atributos físicos dela ou explicar como ela se veste, anda ou pensa deixaria o leitor entediado. Você precisa chamar a atenção com suas primeiras cinco palavras.

Faça o primeiro comentário a "Como começar um romance de suspense policial?"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*