As 4 coisas a considerar na hora de comprar uma casa em condomínio

Se você está pensando em comprar uma casa, especialmente se for a primeira vez, é necessário, se não essencial, evitar erros triviais dos quais você pode se arrepender por muito tempo.

Comprar uma casa é um passo muito importante, por isso é normal querer prestar muita atenção.

Mesmo que pareça quase óbvio que o corretor de imóveis de plantão verifique a habitabilidade, as condições da hipoteca e o registro de imóveis, muitas pessoas subestimam a importância de solicitar as informações necessárias sobre o condomínio a gestão de condomínio e verificar alguns elementos fundamentais para evitar surpresas desagradáveis ​​no futuro.

Esta informação, aliás, pode ser absolutamente relevante e pode ser decisiva para a compra do imóvel que mais gostamos. Parece difícil conseguir se desvencilhar entre inúmeros compromissos e as mil preocupações que nos assaltam na hora de tomar a decisão de comprar um imóvel. Não se preocupe, nas próximas linhas mostrarei o que perguntar ao administrador do prédio antes de comprar o imóvel dos seus sonhos.

1. Solicite o Regulamento do Condomínio

O primeiro passo a dar é certamente perguntar ao administrador do prédio, o regulamento do condomínio e os últimos orçamentos, de forma a prever as despesas do condomínio.

O exame do regulamento condominial tem dupla finalidade: o primeiro é verificar se estão inseridas cláusulas suficientes para evitar destinações constrangedoras ou indecentes nas demais unidades imobiliárias, o outro é verificar se o regulamento não proíbe a possibilidade de alteração do uso pretendido da unidade imobiliária que está sendo adquirida.

Outro ponto a ser bem analisado é o da distribuição das despesas, caso o regulamento do condomínio estabeleça que os custos do elevador, por exemplo, sejam divididos por milésimos e não por andares, o comprador não poderá fazer nada a respeito, porque muito provavelmente os condomínios dos andares superiores nunca permitirão a modificação do regulamento.

Além disso, o regulamento do condomínio pode conter disposições particulares em conflito com os próprios interesses.

2. Verifique se algum trabalho extraordinário está planejado

Outro aspecto fundamental é verificar se estão previstas obras extraordinárias de manutenção das partes comuns ou de renovação do condomínio, como a adaptação do sistema de aquecimento ou a renovação da fachada exterior, previamente aprovadas pela assembleia de condomínios mas cujas obras ainda não iniciaram e as parcelas da despesa não solicitadas no ato da venda. 

Neste caso, a obrigação recai sobre o novo proprietário, pelo que é aconselhável, antes de pagar o preço acordado ao vendedor, perguntar ao administrador do edifício se existem despesas extraordinárias já aprovadas, para não arriscar pagar quaisquer dívidas do proprietário anterior.

Em segundo lugar, é necessário assegurar que o uso pretendido da casa corresponde ao disposto no regulamento do condomínio. Mesmo a presença de proibições específicas, como possuir animais ou instalar aparelhos de ar condicionado com peças a serem colocadas no exterior, pode influenciar na escolha do comprador. Alguns elementos importantes a serem avaliados são a presença ou ausência de gás metano, água direta e rede de esgoto,  

3. Verifique as causas pendentes

Outro aspecto de certa importância é verificar se no condomínio onde vamos morar não há processos pendentes, promovidos pelo condomínio contra terceiros. De fato, nesses casos, você pode pagar quaisquer dívidas e honorários advocatícios relacionados ao litígio.

4. Aspectos do condomínio

É fundamental verificar a regularidade dos pagamentos de condomínio para evitar gastos inesperados. A solicitação deste tipo de verificação é certamente uma boa prática, sujeita a autorização prévia.

Se o vendedor começar a adiar a consulta da documentação de pagamento, provavelmente nem todos os pagamentos serão regulares.

Se por algum motivo não for possível verificar o pagamento regular das despesas condominiais, costuma-se incluir uma pequena cláusula de liberação na escritura notarial, para não ficar na situação de condomínio inadimplente, com a administradora solicitando que paguemos os atrasados ​​do antigo proprietário.

Para o efeito, importa referir que a transmissão da propriedade de um imóvel implica também a transmissão de todos os direitos e obrigações relacionados.

Faça o primeiro comentário a "As 4 coisas a considerar na hora de comprar uma casa em condomínio"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*